segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Quem assume o fracasso escolar?

Quem assume o fracasso escolar?

É obrigação do gestor garantir que os estudantes aprendam. Será que ele conhece e desempenha essa tarefa com responsabilidade?

Fernando José de Almeida

Foto: Marcos Rosa
"Os diretores acham que os alunos têm mais responsabilidade que eles quando não aprendem. Assumem a tarefa, mas não o fracasso dela." Foto: Marcos Rosa

A rotina de todo diretor é marcada pela variedade de atividades. Ao chegar à escola, o que ele planejou fazer naquele dia geralmente se perde em meio às emergências que surgem de todos os cantos. O telhado mal vedado, a falta de um professor, o acidente de um aluno, o recurso que não chegou. Tudo o obriga a reorganizar o plano de trabalho, sem poder adiar ou cancelar, é claro, as prestações de contas, as reuniões na Secretaria de Educação e a visita dos familiares dos alunos. Assim, as funções primordiais do cargo vão se perdendo e correm o risco de cair no esquecimento. Aliás, quais são elas mesmo?

Uma pesquisa feita pela Fundação Victor Civita (FVC), em parceria com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), constatou que o dia a dia do gestor é mais marcado por essas tarefas do que pelo que seriam as três principais preocupações inerentes ao cargo: dirigir a relação entre ensino e aprendizagem, orientar para o saber e gerenciar o conhecimento.

Se a escola é o lugar formal do conhecimento, onde se formam o trabalhador de amanhã, o leitor e o escritor competente e o indivíduo ético, nada mais óbvio que a instituição tenha de ser bem gerida em todos os aspectos para funcionar com êxito. Porém a falta de uma visão integrada entre o administrativo e o pedagógico leva os diretores a outro equívoco, também apontado no estudo: nenhum dos gestores entrevistados atribui a si próprio a responsabilidade pelo baixo desempenho dos alunos. Há outros fatores que também espantam. Eles creditam a culpa pelos resultados ruins das escolas, no que diz respeito à aprendizagem, ao governo (48%), à comunidade (16%), aos professores (13%), aos alunos (9%) e até mesmo à escola (7%) - como se a instituição fosse um elemento independente de suas esferas constituintes.

Com isso, fica evidente que eles ainda desconhecem sua máxima obrigação e resumem sua atuação à burocracia. Mesmo que existam os coordenadores pedagógicos e as universidades e as Secretarias de Educação colaborem com o processo de formação em serviço dos docentes, a responsabilidade pelo desempenho insatisfatório dos alunos é do gestor. Durante as entrevistas da pesquisa, eles só assumem que a aprendizagem também os compete quando questionados diretamente sobre ela. Para que a direção da escola fosse citada (e ainda assim pouco responsabilizada) pelos entrevistados, foi preciso que os pesquisadores perguntassem a todos quem era mais responsável pelo aprendizado dos alunos. Assim, eles apontaram, em primeiro lugar, a comunidade (45%). Depois, os professores (42%), os alunos (29%) e só então a direção (26%) - esses e outros resultados são o tema da reportagem de capa da revista GESTÃO ESCOLAR de outubro/novembro. Os porcentuais indicam com clareza que os diretores acham que os alunos têm mais responsabilidade que eles se não aprendem. Assumem a tarefa, mas não o fracasso dela.

É como se o mundo da Educação vivesse o mesmo problema que recai sobre a seleção brasileira de futebol em época de Copa do Mundo. Todos se sentem técnicos e julgam ter as melhores estratégias para vencer um jogo. Mas ninguém se sente culpado quando a derrota ocorre e o problema fica no ar, sem autor. Por isso, o governo aparece na pesquisa como o primeiro responsável pelo fracasso: é uma estrutura impessoal, etérea, fluida, que funciona como se não tivesse sido eleita por ninguém.

O diretor não está sozinho nesse pensamento equivocado. Todos temos uma porção de responsabilidade. Ainda assim, é urgente o entendimento de que o gestor que não assume a tarefa de garantir a aprendizagem das crianças não compreende seu papel.

Fernando José de Almeida

É filósofo, docente da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e vice-presidente da TV Cultura - Fundação Padre Anchieta.

Créditos: http://revistaescola.abril.com.br/gestao-escolar/diretor/quem-assume-fracasso-escolar-502537.shtml


Mais sobre o papel da responsabilidade escolar

Reportagens

TAREFA: O aluno deverá fazer um comentário apontando sugestões de ações que possam auxiliar o Diretor em meio à dificuldade exposta acima. Conforme nossos termos, não podem ser copiadas frases prontas de outros comentários.

23 comentários:

Bruna disse...

O problema não está relacionado somente com o gestor da escola,está mais além na secretária da educação que não oferece condições adequadas para que esse profissional possa administrar.Por exemplo quando o aluno não tem um bom rendimento em sala de aula ou notas baixas por não se adaptar com um professor ou até mesmo pela falta dele a minha sugestão é que o diretor da escola descubra se esse problema é somente com um aluno ou se está no professor no caso de não ter seria bom "correr" atrás para que não atrase o ano letivo.

9 de Novembro de 2009 19:36

Jéssica Porto disse...

No meu ponto de vista o diretor tem muitas preocupações desnecessárias,já que o seu papel principal dentro da escola é o ensino.Na minha opinião deveria haver uma outra pessoa que cuidasse da parte administrativa da escola,mas é claro esta pessoa consultaria sempre que necessário o seu gestor.Posso estar equivocada em minha sugestão,pois não tenho conhecimento se o estado oferece essa alternativa para as escolas públicas,mas tenho certeza que esta solução seria boa para diminuir a carga em cima do diretor, e assim ele poderia exercer melhor o seu papel de educador dentro da escola,melhorando o ensino,supervisionando professores e alunos.
Jéssica Porto 3C

Felipe Dutra disse...

É hoje em dia o professor tem que se preocupar com tantas coisas, que as vezes coisas que são realmente importantes e que precisaria da dedicação total dele ali, ele não pode estar ou muitas vezes não pode dar o seu máximo naquilo.O diretor precisa sim e muito de alguem que o ajude nas coisas menos importantes da escola.Se não fica tanto peso de decisões importantes ou não tão importante muitas vezes que não se consegue ter um bom desempenho.Muitas vezes o diretor é ruim, mas também muitas vezes ele é ruim porque não tem ajuda de ninguém e fica sobrecarregado.

Felipe Dutra 2G

samantha disse...

SAMANTHA 2F
Eu acho que o diretor tem várias responsabilidade entre elas destaca-se o ensino,aprendizado e rendimento dos alunos,podemos dizer que o diretor não tem obrigação de fazer os alunos se enteressarem pelos estudos,pois existe aqueles alunos desinteressados e só estão de brincadeira na escola. Concordo plenamente que os alunos possui mais responsabilidade que o diretor,que a secretária ou até mesmo que o governo,mas não podemos deixar de lado que o diretor possui muitas tarefas ao longo do dia, e acho que é muita responsabilidade em cima de uma única pessoa.
Acho que o diretor deve enfrentar os problemas do dia-dia,pois concerteza vai enfrentar os problemas com sucesso porque acredito que todo diretor é capaz de dirigir uma escola com muito sucesso.

ALISON disse...

Alison 2f

Eu acho que o diretor deveria se preocupar somente com a educação do aluno,não impondo boa maneira,mas sim o ajudando nos deveres.
Já a respeito de nossa escola não sei se o governo oferece verba para auxiliar,o diretor a fazer recursos para nossa escola,mas seria bom tanto para os alunos quanto para o professor.

dariane disse...

Dariane2f;Eu acho que o diretor se preocupa em fazer o seu papel que tomar conta da escola,é do aluno mais as vezes ele deve chamar atenção uma vez na outra ele que cheme os pais pois o seu papel ele já tinha comprido.Os aluno no começo do ano letivo comparesem aula todos os dias nem chega o fim de ano abandonam á escola.

Thais disse...

É eu acho que não só os professres e diretores devem mudar algo mas os alunos tambem, varios alunos não se enterreção pelas aulas e depois quando rodam ficam dizendo que a culpa é do professor,quando na verdade e dele mesmo.
Mas, acho tambem que os professores trabalham muito tem professores que trabalham os três turnos e quando chegam em aula, estão exautos e ainda sempre tem aquele aluno ensuportavel que não para de "enfernisar" a vida do professor e eles tem que dar sua aula, acho que se fossem mais descansados para a sala de aula, tereiam o humor melhor para ensinar, e os diretores tambem pois não deixam de serem professores.
Thais Botelho Da Cunha 2-g

RENATA BRITTO disse...

Isso não é só clpa dos professores e diretores,mas sim também do aluno.Os alunos vão só para a escola pra bagunçar ,tirar o lugar de outra pessoa que está enteressada a estudar,por que a maioria não quer nada com nada.Outros vão só pra não ficar senm escola,ou para não perder o beneficio dado pelo governo,ser professor não é tão simples assim ter que lidar com pessoas de todo tipo,não é pra qualquer um,acho que não é total responsabilidade do professor ou diretor,com o aluno ter bom rendimento na escola mas sim cada um fazer sua obrigação o aluno tem que estudar se não ,não adianta por presão no educador ele faz sua parte,nós temos que fazer a nossa.


RENATA BRITTO 2G

Rafael de Lima disse...

Acho que o diretor deveria pensar e buscar outros meios de melhorar a administração escolar, tanto financeira quanto a organização. Acredito que um vice-diretor e um diretor trabalhando juntos, em busca de um maior empenho dos alunos e professores e também de uma melhora de estrutura iria mudar totalmente o ensino público. Um resolvendo os problemas do dia-a-dia contado com a ajuda do seu colega que estaria mais focado no crescimento e no futuro da escola que está "administrando".

Rafael Lima 3ºC

leticia machado disse...

Em minha opinião o diretor deveria estar assíduo em sala de aula participando ativamente no rendimento da educação e comumente se atualizando para melhorar cada vez mais a aprendizagem na sua gestão.
LETICIA MACHADO 3C

Rafael Lanzetta P. disse...

Uma solução para o problema seria o diretor se interessar em ver o tipo de material dado pelos professores, assim interagindo mais com os alunos e exigindo o ensino que lhes é de direito.

Rafael Lanzetta P. 3C

Anderson disse...

NOME: ANDERSON LISBOA SANTOS
TURMA: 3 C

Ao meu ponto de vista o diretor deveria tentar fazer de tudo para melhorar cada vez mais a aprendizagem. Mas para isso os alunos deveriam ajudar também mostrando interesse em aprender mais e mais, ou seja no meu ponto de vista a dois culpados em relação a isso o aluno e o gestor pois acho que falta interesse das 2 partes.

luciana souza da costa disse...

Do meu ponto de vista acho que não devo dar opnião, o professores se preocupam com a frequencia dos alunos, se os alunos frequentam se preocupam em saber se entendem a matéria, se entendem a matéria, se preocupam se os alunos fazem os exercícios e assim por diante...
O diretor se preocupa se todos os professores vieram se não vieram como fazer para arrumar os horários.
Então não cabe a mim dar opnião do que não pode ser melhorado.
Luciana da Costa 2°f

Bruno jachson mendes disse...

Acho que nas escolas de hoje o diretor está sempre muito sozinho , tem que lidar com varias divergencias , na minha opinião
o vice - diretor deveria auxiliar o diretor mais , na questão de prejetos interdiciplinares com trabalhos de concientização dos alunos , com a questão das drogas um problema com poucos resultados em algumas escolas , trabalhos para evitar a evasão de alunos principalmente no turno da noite , fazendo da escola um lugar agradavel para esses alunos usando trabalhos diferenciados.

dione disse...

O diretor tem que fazer um trabalho conjunto com os aluno e professor,para ficar mais atento com as atitudes do aluno em sala de aula mas respeitando as opinião do mesmo.
dione freitas 3C

claitonjeske_ disse...

Eu acho que o diretor devia fazer o possível pela escola tudo o que ele pudesse, mas se isso não tive mais em seu controle a secretaria de educação deveria assumir tal fracasso pois isso não depende de apenas um diretor e sim de todo um trabalho conjunto com aluno, diretor, professores e secretaria de educação pois tudo isso é para uma melhor educação dos alunos da escola

claiton jeske 2º

will torres 2° g noturno disse...

Não é só o problema do diretor mas tambem dos alunos e professores.
Mas é o diretor que tem nas mãos as grandes responsabilidades de garantir á ordem no ambiente escolar.
todos devem estar em conjunto para,que no nosso dia-a-dia tudo fique bem.
Mas nos dias atuais com as evasões nas escolas fica mas difícil e além do mas muitas vezes o vice-diretor não colabora e nem participa no convívio do diretor e os alunos.
Somente se unindo para dar certo para termos uma boa tragetória escolar.
WILLIAM.I TORRES DO 2° G DO NOTURNO

Rosiane disse...

Há escolas em que os alunos nem conhecem o diretor de sua escola.
Na escola teríamos que ser praticamente como uma família, conhecer a todos, e juntos buscar melhorar.
Ta certo que o diretor fora da escola executa varias tarefas a respeito da escola, e é até sobre carregado de afazeres e preocupações diversas.
Com certeza o não rendimento nas escolas não seja responsabilidade só do diretor, mas sim de professores e alunos por igual.
Educação é tudo, e responsabilidade de todos.

Rosiane Santana 2ºF

mariza barboza disse...

Na minha opinião, o gestor de uma escola deveria ter outra formação, e não a de professor, pois são muitas as decisões que ele tem que tomar e as vezes fogem de seu controle,e de sua autoridade.
Minha sugestão é que se tenha mais rigor nos deveres e obrigações tanto para professores quanto para alunos.

Mariza Barboza 3c

Jaqueline Meireles 2 F disse...

Acho que o fracasso escolar tem muitas influências, mas como os diretores são as pessoas escolhidas para tentar garantir um bom aprendizado na escola é ele quem mais deve se peocupar e procurar soluções, mas como diz no texto o papel do diretor vai se perdendo em meio a tanto contra- tempo gerado na escola. Aí sim que eu acho que deveria entrar a colaboração dos alunos e professores, se todos realizassem colaborarem acho que o diretor poderia focar-se mais no seu verdadeiro papel.

katis disse...

Acho que cada um tem um pouquinho de culpa,porque se o aluno não se interessar porque o diretor,professor,etc. vai se interessar ou vice-versa.
Acho que cada um tem que estar consciente de sua obrigação e fazer sua parte para ter o melhor para o seu futuro.
O fracasso faz parte da vida mas temos que aprender a dar a cara a tapa e admitir quando fracassamos e não jogar a culpa no próximo.

Katiucia Pires 2°f

karina disse...

Acredito que a escola ajuda muito,mas tem muitos alunos que nao dao o valor necessario.ele nao veem mais interesse na escola.Acho que precisavamos de atividades que prendesse a atençao dos alunos.O que mais precisamos é respeito,a base de tudo!
karina 2G

Prof.: JOSÉ CARLOS disse...

Vim conhecer seu espaço e gostei muito! Muito seleto e diversificado. Parabéns. A educação é a base do ser humano para sua vida em sociedade e para uma vida feliz. Também sou educador e vejo que nossa base holística é o caminho mais ameno a seguir, repleto de aprendizados diários em rumo a uma qualidade de vida equilibrada.
Obs: Me tornei seu seguidor.
Prof. José Carlos
http://projetosead.blogspot.com/