sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Segredos da entrevista de emprego

Segredos da entrevista de emprego

O primeiro minuto da entrevista é o momento decisivo para você ser contratada. Saiba como encartar os recrutadores logo de cara

por Alice Bezerra de Menezes

Sorria! Este é um dos ingredientes
para se dar bem na entrevista
Foto: Getty Images

A Sociedade Americana de Psicologia fez uma pesquisa, em que gravou simulações de entrevistas, e submeteu as fitas de vídeo a recrutadores, que teriam de apontar quem contratariam.

Eles assistiram aos primeiros vinte minutos de cada conversa e fizeram sua escolha. Depois reviram os quinze segundos iniciais e o resultado foi idêntico, para surpresa dos psicólogos, que batizaram esse fenômeno de efeito-surpresa: quando o profissional causa um impacto positivo de cara, tudo o que diz e faz depois apenas reforça a opinião que o avaliador forma no primeiro minuto.

A teoria é confirmada por vários consultores, entre eles a headhunter Iêda Novais. ''A escolha de um candidato se dá nos primeiros sessenta segundos de conversa'', garante ela.


Seja mais do que pontual

Para entrar na sala menos ansiosa, o que vai fazer toda a diferença, planeje chegar cerca de quinze minutos antes do horário marcado. Assim, você terá tempo para se aclimatar ao ambiente e ganhar confiança. Essa atitude ajudou Ana Miranda, 28 anos, quando disputou a vaga de gerente de uma casa noturna. ''Estava tão tensa com a possibilidade de chegar atrasada que pus os pés no local com vinte minutos de antecedência. Para fazer hora, comecei a conversar com o barman e descobrimos que tínhamos um amigo em comum, um DJ que acabara de se mudar para Nova York. Quando o meu atual patrão apareceu, ríamos como velhos amigos e minha naturalidade influenciou na sua decisão de me contratar'', ela afirma.

A estratégia de chegar antes do horário marcado também levou a tradutora Alice Cavalcanti, 27 anos, a conseguir uma colocação numa editora. ''Sei que foi um exagero chegar uma hora antes, mas por sorte sentei no café da empresa e me deparei com folhetos institucionais da companhia. Obtive informações úteis e, de quebra, escutei um grupo conversando sobre um episódio ocorrido lá. Quando o avaliador falou por alto sobre o assunto, fiz comentários que o impressionaram. Estou empregada'', Alice se orgulha.


Deixe seu corpo falar

''Ao ficar cara a cara com a pessoa que vai conduzir a entrevista, não se esqueça de olhar em seus olhos e dar um aperto de mão que transmita segurança, mas que não seja longo nem forte demais'', aconselha a consultora Renata Fabrini, sócia da Fesa, empresa especializada na contratação de profissionais para o mercado financeiro. Em seguida, fique atenta à sua postura. ''Meu último chefe me indicou para um curso em que tinha de fazer apresentações. E ele foi inteiro filmado'', conta Letícia Souza, 29 anos, executiva de marketing em uma produtora de vídeo. ''Ao me ver na tevê, fiquei impressionada com minha postura. Eu não parava de me curvar quando estava nervosa, dando a impressão de que me encolhia toda. Então, decidi ter aulas para aprender a projetar meu corpo da forma correta. Semanas depois, concorri a um novo cargo e o aprendizado foi essencial para prosseguir no processo seletivo'', ela admite.

A contadora Sara Santos fez sessões de Reeducação Postural Global (RPG) quando soube que teria uma entrevista. ''Sabia que a multinacional era exigente. E meus amigos viviam dizendo que eu não sentava direito. Funcionou. A avaliadora elogiou a maneira como me portei'', ela comemora.

A consultora Aline Zimermann, sócia da Asap, empresa que contrata profissionais nas áreas de tecnologia, internet e afins, acrescenta que o modo como você se veste também causa impacto nos sessenta segundos iniciais de avaliação. ''A roupa ideal é a adequada ao estilo da empresa em que quer atuar. Não precisa ser cara, apenas revelar bom gosto e elegância'', ela aconselha. Em outras palavras, se você passa uma imagem vulgar ou de desleixo, a má impressão está instalada.

Leve um texto ensaiado

Entrevistas podem ser comparadas a performances de atores em novelas. Se você entra em cena com o script na ponta da língua, transmitirá confiança já na frase inicial e saberá como começar a conversa. De olho na vaga de gerente de uma academia de ginástica, Alice Bento, 32 anos, testou a tática: ''Minha irmã me filmou sendo entrevistada por uma amiga, que fez o papel de recrutadora. Antes, eu havia escrito um pequeno roteiro e repetido as palavras escolhidas até ficar segura do que estava dizendo. Na hora H, me senti tão fortalecida que poderia me candidatar à presidência da empresa''. Tal segurança também ajudou a historiadora Juliana Pinto a conseguir o posto de pesquisadora no Arquivo do Estado do Rio de Janeiro. ''Encontrei um amigo na sala de espera da empresa concorrendo à mesma vaga. Para piorar a situação, a conversa aconteceu em conjunto. Antes de entrar sala adentro, porém, me lembrei de tudo o que havia planejado dizer e me acalmei'', ela conta.


Domine os nervos

Use o tempo que antecede a entrevista para relaxar com exercícios de respiração. Vale até cortar o café e evitar falar no grande dia com a sogra ou a vizinha que a irrita. Sara Hamilton, 32 anos, redatora publicitária, aplicou uma técnica de ioga: enquanto inspirava fundo pensava ‘Eu sou...’ e ao expirar continuava ‘uma vencedora’. Já a fonoaudióloga Isabela Bezerra fez antes uma oração: ''Fiquei mais calma e concentrada para conversar com a dona de um clínica''.


Meça as palavras

Resista à tentação de fazer comentários pessoais para quebrar o gelo, como ''Essa criança linda no porta-retrato é sua filha?'' Deixe que o entrevistador dê pistas do grau de intimidade que deseja ter com você. Nos sessenta segundos cruciais, fale sobre si mesma (com moderação, é claro). ''Afinal, o avaliador está ali para conhecê-la'', diz Simon Franco, diretor-geral de desenvolvimento estratégico na América Latina da consultoria TMP Brasil. Para isso, é importante empregar com naturalidade a primeira pessoa. Use eu ao falar de si própria e adote nós e time quando se referir ao grupo com o qual trabalhou. ''O melhor dos conselhos é usar o bom senso'', completa o consultor de carreiras Luciano Carbonari.


Parece bobagem, mas não é...

. Relaxe os músculos faciais fazendo caretas diante do espelho do banheiro.

. Acerte o tom de voz, especialmente se a entrevista for de manhã. Para evitar aquela voz de pato rouco, cante no banho ou no carro, a caminho da entrevista.

. Sorria!



Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/carreira-emprego/reportagem/entrevista-emprego/entrevista-emprego-segredo-60-segundos-569894.shtml

Um comentário:

Silvana Nunes .'. disse...

Dica nessa área nunca é demais. Adorei.
Gostei de saber que você faz parte da EMATER/RS. Nossa, eu perturbo bastante os engenheiros dealimentação com as minhas dúvidas sobre pimenta e panificação.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... e MEU CADERNO DE POESIAS, desejam um bom final de semana.
Saudações Educacionais!